sábado, 5 de fevereiro de 2011

Jhonatan















Não vou dizer que não me entristeci

Que por um momento não até chorei
Não vou dizer que não lamento
Mas a vida caro amigo Jhonatan
Tem dessas coisas
Não vou dizer que não haverá sofrimento
Mas a vida caro amigo Jhonatan
Tem dessas coisas
Quero te dizer uma coisa dolorida agora
A dor que agora sentes, não é a dor ainda
Que tu, meu amigo, sentirás
Quando fores dormir, quando olhares o fogão na cozinha
Quando ouvires um pai nosso, uma ave Maria
Teu coração nessas horas te perguntarás:
Por quê? Deus? Quem é Deus?
Por que tem que ser assim?
Por que não com outras pessoas?
Por que comigo?!
Ah, caro amigo Jhonatan
Haverá apenas uma resposta:
É que a vida, querido Jhonatan, a vida tem dessas coisas
Não penses que tua mãe é a primeira
Não penses que será a ultima
Não penses que Deus te escolheu para que perdesses a mãe
Não penses que Deus inventou o câncer para levá-la
Não penses... não penses...
não questiones, não busques respostas...
A vida continuará e com o tempo perceberás que assim como a tua mãe
Outras mães seguem viagem constantemente
Com ar muitas vezes de dever cumprido
Com a beleza no rosto que só a mãe da gente tem
Outras mães, as outras não, caro amigo Jhonatan
Por fim espero que entendas que um dia partirás em viagem
Como as mães, os pais também deixam neste mundo seus filhos
E esses filhos um dia também deixarão... e assim será para sempre
Será assim sempre, caro amigo Jhonatan
Neste momento contudo, não recomendo que leias esta verdade
Não te servirás de consolo as palavras de alguém que nunca perdeu sua mãe
Eu, caro amigo Jhonatan, não estou vivendo a dor que certamente agora vives
Mas, se não chegar a vivê-la quem a viverá será a minha mãe
Porque dia a dia somos convidados a fazer a passagem
E um dia, um dia caro amigo Jhonatan, escutamos o que diz as palavras sabias de Deus
E estendemos as mãos, sem que os médicos que nos rodeiam na cama possam ver
E Deus nos leva pelas mãos, e nos coloca eternamente debaixo de sua proteção
Jhonatan meu amigo, a vida tem dessas coisas, um dia Deus te procurará
E quando tu ouvires a voz tremenda e ao mesmo tempo suave do grande rei da vida
Partirás para fazer a tua viagem e quem sabe caro amigo Jhonatan
Possas encontrar em algum cantinho do céu, aquele lindo sorriso de tua mãe
Esta certeza não poderei te dar neste momento, nossa jornada além-muro-da-vida
É um tanto quanto imprevisível, mas é assim que tem que ser, para não ser fraudada
Como tudo que há nesse mundo!
Deus sabe como encontrarás tua mãe
Pode ser que tu a encontres nos caminho desta tua mesma vida
Numa música que ouvirás, nos ensinamentos que levas contigo
Nos sonhos mais floridos, nos retratos mais doídos
Nas roupas, na comidas, nas igrejas, no sorriso de muitas outras mães
Ou na melhor das hipóteses, nos braços dela, no berço de Deus
Na eternidade, nas simplicidades das coisas perfeitas,
Pois a vida, caro amigo Jhonatan, a vida, tem dessas coisas!

2 comentários:

  1. Doeu de ler. Achei até que não fosse conseguir.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir